1. Home
  2. A história da Independência da Bahia
01/07

O dia 2 de julho é feriado no estado, uma data na qual se comemora a Independência da Bahia ou a Independência do Brasil na Bahia, uma história marcada por lutas e a bravura de muita gente. Conheça um pouco mais:

O desejo da Bahia de romper com a coroa começa a ganhar força no início de 1822, quando o rei de Portugal, D. João VI, tira o brasileiro Manoel Guimarães do comando de Salvador, colocando o general português Madeira de Melo no cargo. Os baianos vão às ruas para protestar e entram em confronto com os soldados portugueses. Na busca pelos rebelados, que teriam se escondido no Convento da Lapa, os portugueses matam a freira Joana Angélica.

Meses depois, a Câmara de Salvador tenta romper com a coroa portuguesa. O general Madeira de Melo coloca as tropas nas ruas e impede a sessão. Em Santo Amaro, os vereadores declaram D. Pedro o defensor perpétuo do Brasil independente, o que significa não obedecer mais ao rei de Portugal.

No dia 25 de junho é a vez da Vila de Cachoeira romper com a Coroa portuguesa. Outras vilas seguem o exemplo. Cachoeira se torna quartel general das tropas libertadoras. Voluntários surgem de várias partes. Destaque para Maria Quitéria, que se vestiu de homem e lutou como soldado contra o domínio português.

Em São Paulo, D. Pedro declara independência em 7 de setembro, mas na Bahia os portugueses resistem. Canhões de Fortes da Baía de Todos os Santos são roubados para armar a improvisada frota de saveiros.

Cercados por terra e mar, os decidem então abandonar Salvador e fogem por mar, na madrugada do dia 2 de julho de 1823. Pela manhã, o exército brasileiro entra vitorioso na cidade.

Gostou de ficar por dentro da história? A Bahia é mesmo repleta de surpresas e uma vasta riqueza histórica e cultural. Você precisa conhecer! Por isso, venha para Salvador, visite os museus, os monumentos e vivencie as tradições. Mas, antes, não deixe de fazer a sua reserva em um dos hotéis da rede Business & Flat e conferir todas as nossas dicas.

Fonte: G1 BA, com informações da TVBA